BLOG

  • Clínica do cuidar

Carvão ativado e bicarbonato de sódio funcionam para clarear os dentes?


A corrida pela estética perfeita está cada vez mais comum. Muitas pessoas têm feito qualquer coisa para atingir a “estética ideal” e a maioria está ligada à  estética dental.

Basta uma rápida busca na internet para você  achar várias receitas caseiras para clarear os dentes. 

Carvão Ativado, bicarbonato de sódio, vinagre e até morango! Sim, a fruta!

O carvão ativado, geralmente, é usado nas pasta de dentes para clarear o sorriso. 

Mais de cem artigos publicados em uma revista americana dizem que não há evidências suficientes para concluir que o uso do produto seja eficaz. O que ocorre é que ele tem partículas na fórmula  e com a exposição à luz, dá a impressão de um sorriso mais iluminado. Ilusão de ótica, não é clareamento real.

Os cremes dentais são pouco efetivos para promover mudanças significativas.  O que ocorre é uma remoção superficial de manchas de alimentos, tabagismo e placa bacteriana. 

O peróxido, substância usada para promover o clareamento no consultório, está disponível, na pasta de dente, em uma concentração de mais ou menos 2%. 

Na clínica, o número chega a 35%, o suficiente  para atingir camadas mais internas do dente.

Uma curiosidade é que, se os pacientes manusearem essa concentração alta de peróxido por conta própria, podem causar queimaduras e até danos como úlceras na gengiva. Além disso, o carvão ativado, presente nessas pastas, pode agredir a superfície dentária e resultar em um desgaste dental indesejado. 

O bicarbonato de sódio, vinagre e morango são produtos caseiros que prometem conquistar o sorriso mais branco, mas que na verdade podem causar manchas nas superfícies dos dentes e até problemas gastrointestinais. 

Os mais comuns são: 

-hipersensibilidade dentinária;

-desgaste dental;

-queimaduras;

-sangramentos na gengiva.

O morango não passa de mito.

Afinal de contas, qual o melhor método para clarear os dentes?

O método mais efetivo ainda é o clareamento feito no consultório, com o produto adequado, depois de o dentista ter feito a avaliação necessária para cada caso. 

O clareamento não deve ser feito todo ano, com risco de causar sensibilidade. Sugere-se esperar mais ou menos 4 anos, para que se perceba a mudança.

Copyright © Clínica do Cuidar.

Desenvolvido por Bonita Comunicação Digital.

RT: Dra. Júlia Barbosa Becattini Prota - CRO/MG 44.358 - Clínica CRO/MG - EPAO-M-5226.

icone-whatsapp.png
  • Facebook Clínica do Cuidar
  • Instagram Clínica do Cuidar