BLOG

Blog
  • Clínica do cuidar

CLAREAMENTO CASEIRO OU DE CONSULTÓRIO? QUAL O MAIS EFETIVO?

Essa é uma pergunta muito frequente que recebemos aqui na clínica todos os dias. 

Primeiro vamos entender a diferença entre os dois tipos. 

O clareamento caseiro consiste de moldeiras feitas a partir da cópia da boca do paciente em consultório. O paciente leva para casa junto com a seringa contendo o gel clareador. 

Esse processo pode ser feito a qualquer hora do dia ou da noite, de acordo com a rotina do paciente. O  importante é ficar no máximo 4 horas por dia com a moldeira. Um tempo maior pode causar sensibilidade, principalmente no paciente que já tem. O clareador age apenas nas primeiras 4 horas, não sendo necessário mais tempo. 

Se o paciente tem uma rotina agitada e não consegue fazer o tratamento durante o dia e não sofre com a sensibilidade, não tem contra indicação para dormir com a moldeira.

O clareamento de consultório, mais conhecido como “a laser”, consiste em todas as sessões realizadas, como o próprio nome já diz no consultório. 

O dentista faz um isolamento dos dentes e gengivas com um produto, pois o gel clareador de consultório tende a ser mais forte que o gel caseiro, podendo ferir a gengiva. 

Nesse momento, passa-se  o gel clareador na superfície de todos os dentes, deixando agir por alguns minutos nos dentes. Lava os dentes e passa o gel novamente. O dentista avalia a necessidade de repetir o processo assim como o número de sessões. Normalmente, cada sessão dura em torno de 40min. 

Hoje em dia, o nome “a laser” não é mais usado. O próprio gel já vem em uma concentração que a luz do laser torna-se desnecessária e em muitos casos aumenta mais ainda a sensibilidade.

Agora, respondendo a pergunta inicial, qual o mais efetivo?

Os dois são muito eficientes. Feitos em conjunto o resultado se torna melhor, mais rápido e mais bonito. Tudo vai depender do nível de sensibilidade do paciente e da avaliação do seu dentista junto ao paciente, em quanto pode clarear para não ficar artificial. 

Outra coisa muito importante para dentista e paciente conversarem e ficarem alinhados é que não é possível garantir ao certo o tanto que seus dentes irão clarear, pois tudo depende da resposta biológica do paciente, do quanto ele vai seguir as orientações e o nível de pigmentação dos dentes. É possível apenas fazer uma estimativa. 

Por último, mas não menos importante, se o paciente possui muitos dentes restaurados, todas as resinas terão que ser trocadas pós-clareamento, pois o gel clareador não clareia resina, apenas dentes vitais (íntegros), não vale para dentes com tratamento de canal também. 

Por isso, a avaliação do seu dentista antes de você começar um processo de clareamento é tão importante para não acabar com os dentes manchados.