BLOG

Blog
  • Clínica do cuidar

Halitose: O que é, causas e tratamento!


A halitose é uma condição do hálito que o torna desagradável, tanto para o paciente como para as pessoas com os quais se relaciona, podendo significar ou não uma mudança patológica. 

É conhecido também como hálito fétido, fedor na boca, mau hálito ou mau odor oral.

A halitose é uma queixa comum em adultos, no mundo todo, com várias causas, mas seu principal fator causador é a decomposição da matéria orgânica, provocada por bactérias da cavidade oral.

A halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal, porém pode ter outra origem como a respiratória (sinusite e amigdalite), digestiva (problema gástrico) e até doenças sistêmicas (diabetes, alterações hormonais, secura da boca, estresse).

O sucesso do tratamento da halitose está na diminuição dos compostos voláteis de enxofre e outras substâncias desagradáveis. 

A maior parte dos tratamentos consiste na intensificação da escovação, o uso do fio dental e a raspagem da superfície lingual. 

O uso de enxaguatórios antimicrobianos que contenham, por exemplo, clorexidina e cloreto de cetil peridínio podem ser eficazes na redução da contagem de bactérias produtoras de halitose na língua.

Seja qual for a causa da halitose, a higiene bucal é fundamental para o sucesso do tratamento, além da eliminação da causa. 

Pode-se evitar também, refeições após a escovação e de madrugada, evitando o acúmulo de bactérias. 

Consultas odontológicas devem ser estimuladas, principalmente quando o paciente for portador de várias restaurações, próteses fixas ou adesivas, pois as mesmas podem estar  retendo restos de alimentos.

Dentistas precisam estar atentos para a halitose, ela pode ser muito negativa para uma pessoa, impactando na confiança e causando isolamento social.