BLOG

Blog
  • Clínica do cuidar

SENSIBILIDADE DENTÁRIA, TEM CURA?

No dia a dia clínico, tenho percebido cada vez mais pessoas reclamando de dor nos dentes causada por sensibilidade nos dentes. 

Procurando na internet vi uma pesquisa feita pela Sensodyne que em mil pessoas entrevistadas (homem e mulheres), 32% convive com o “choquinho” nos dentes.

A sensibilidade dentinária pode ser causada por escovação feita com muita força, uso de pasta de dente abrasiva (aquelas que prometem clarear os dentes), bruxismo e apertamento dental (muito comum hoje em dia devido ao estresse e ansiedade presentes no nosso dia a dia).

Esses fatores causam um desgaste no esmalte, expondo a parte mais interna do dente, a dentina, que possui micro canais com terminações nervosas. Quando estimulados por fatores externos como: alimentos, temperatura  e atritos causam a dor.



A sensibilidade dentinária ainda não tem cura. O maior problema é que as pessoas só procuram um dentista quando a dor está muito forte, mas a prevenção é sempre a melhor opção. Se começar a cuidar quando está no início, o paciente consegue controlar melhor o quadro sem precisar fazer tratamentos invasivos, como canal ou cirurgia de enxerto para recobrimento da raiz exposta. 

No início é possível controlar o quadro com pastas de dentes para sensibilidade, uso de laser, analgésicos ou dessensibilizantes aplicados dentro de consultório.

Fique sempre atento aos primeiros acontecimentos. A forma que você está escovando seus dentes, os alimentos que ingere e se fica muito tempo com os dentes travados. Em repouso, o normal é ficar com os lábios fechados e as arcadas separadas. 

Existe um app que chama “desencoste”, ele lembra de tempos em tempos de, literalmente, desencostar os dentes e relaxar a musculatura. 

Se esse é o seu caso, “fica a dica”!