BLOG

Blog
  • Clínica do cuidar

VAI DOER ?

Tem paciente que antes de entrar no consultório já pergunta se vai doer.

Consultas ao dentista não é um compromisso muito prazeroso para a maioria das pessoas. 

Para alguns é possível conviver com a ansiedade de saber que tem que ir ao dentista, mas para outros é melhor ir ao médico do que ao dentista porque nesse existe a sensação de que qualquer procedimento vai causar dor. 

Só o pensamento de uma consulta com o dentista já é aterrorizante, podendo até fazer de tudo para evitar. 



Ansiedade odontológica e medo de dentista são muito comuns. 

Aqueles que sofrem disso vão sentir uma sensação de desconforto quando chegar a hora da consulta, vão se preocupar excessivamente e podem ficar com medo sem razão aparente. 

O que muitos não sabem é que deixando essas consultas de lado por anos, acabam causando doenças periodontais, dor, mau hálito e até perda de dentes. 

Pessoas com medo de dentista estão mais sujeitas a ficarem com os dentes danificados e com coloração alterada, podendo deixar essas pessoas inseguras. Elas podem vir a sorrir menos e a tentar manter as suas bocas parcialmente fechadas ao falarem. Algumas ficam tão envergonhadas com os seus dentes que isso chega a impactar a sua vida pessoal e profissional. Geralmente, há uma perda de autoestima.

A fobia ou ansiedade no consultório odontológico, como qualquer outro transtorno mental, pode ser tratada. Sem tratamento, é possível que piore com o tempo. Isso se dá porque o estresse emocional pode fazer com que as consultas ao dentista sejam mais desconfortáveis do que deveriam ser.

Pessoas tensas tendem a ter um baixo limiar de dor. Isso significa que podem sentir dor em situações que outras pessoas não  sentem. Podem até precisar de anestesia extra ou outros tratamentos para a dor, podem, inclusive, desenvolver problemas relacionados ao estresse em outras partes do corpo, como, por exemplo, dores de cabeça, rigidez muscular no pescoço ou nas costas.

O medo da dor é mais comum em adultos com 24 anos ou mais. A razão disso seriam as experiências ruins que ocorreram antes de muitos avanços da odontologia.

Hoje em dia há uma preocupação em promover procedimentos indolores para o paciente.

Se essas descrições se encaixam no seu caso, conte ao seu dentista. Fale sobre seus receios, medos e como se sente. Ele vai ajudá-lo a superar esses sentimentos mudando a maneira como você é tratado. Pode ser também que ele encaminhe você para um médico especializado para o seu caso.